Nuvem nas pequenas empresas pode reduzir CO2 em até 90%

Olá pessoal,

Vejam essa matéria sobre redução de CO2, TI Verde é isso!

Organizações que transferem aplicações de negócios para nuvem podem reduzir entre 30% a 90% os gastos com energia elétrica e a emissão de gás carbono (CO2) por usuário. A revelação é de um estudo global realizado pela Accenture e WSP Environment & Energy (E&E), encomendado pela Microsoft.
Sob o tema “Cloud Computing and Sustainability: The Environmental Benefits of Moving to Cloud”, o estudo avaliou a emissão de CO2 e consumo de energia na infraestrutura de TI em companhias de pequeno por porte, grande e médio.
A pesquisa comparou o processamento de três aplicações da Microsoft mais utilizadas nas companhias no ambiente tradicional e na nuvem. Os sistemas analisados foram o de e-mail Exchange Server 2007, o de compartilhamento de conteúdo SharePoint Server 2007 e o de gerenciamento de relacionamento com o cliente Dynamics CRM Online.
Uma das principais conclusões do estudo foi que as pequenas empresas, com rede de até  cem usuários, foram as que mais se beneficiaram do modelo de cloud computing. Enquanto as grandes registraram uma economia de energia e emissão de CO2 da ordem de 30% os ganhos nos pequenos negócios chegaram até 90%. Nas médias, esse índice ficou em 78,7%
O arquiteto de soluções sênior da Microsoft Brasil, Otávio Pecego, avalia que as economias são menores das grandes companhias em razão de elas terem maior governança da área de TI. Essas empresas também compartilham mais a infraestutura.
Já as pequenas têm menos maturidade em TI. Além disso, Pecego observa que essas empresas têm menos usuários para usar o mesmo ambiente e que o custo de propriedade é maior.
O executivo destaca que a redução de energia e CO2 conquistado pelas empresas com cloud computing é resultado de quatro fatores. Um deles é o provisionamento dinâmico, que permite ocupar mais espaço em disco sem a necessidade da compra de mais hardware.
A segunda causa é a hospedagem múltipla em que uma única máquina pode ser compartilhada por diversos usuários. A terceira é o uso de menos servidores na infraestrutura de TI e o quarto é a eficiência do centro de dados que passa a operar com sistemas automatizados que reduzem o consumo de energia.

http://computerworld.uol.com.br/gestao/2011/02/16/nuvem-nas-pequenas-empresas-pode-reduzir-co2-em-ate-90/

Fernando Andreazi

Sobre Fernando Andreazi

Fernando Andreazi, profissional de TI desde 2004, especialista em tecnologias Microsoft em soluções de Infraestrutura, Gerenciamento e Online Services. Microsoft Certified Trainer (MCT) e Microsoft Most Valuable Professional (MVP) em Office 365. Technical Speaker palestrando sobre tecnologias Microsoft nas principais universidades de São Paulo, TechEd2011 e na Comunidade TechNet. Certificado em Windows XP, Windows Vista, Windows 7, MDOP, Forefront, SCCM2007, SCOM2007, Windows Server 2003, Windows Server 2008, Lync 2010, Exchange Server 2007 , 2010, 2013 e Office 365. MCP, MCSA, MCITP, MCTS e MCDST. Atualmente atua em uma empresa Microsoft LAR como Cloud Specialist e é também Owner da empresa de treinamento Learning365.

Publicado em 17/02/2011, em Microsoft Online / BPOS, Office 365. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: